A importância dos sites responsivos para a experiência do usuário

Design | Por Vanessa Maia em 16/01/2017
A importância dos sites responsivos para a experiência do usuário

Embora não seja um conceito novo, a importância dos sites responsivos é cada vez maior devido a popularização dos smartphones e serviços de Internet móvel.

Em vez de criar um site para mobile e outro para desktop, hoje os profissionais optam por criar apenas um site que se adapte bem a qualquer tela em que for carregado.

Em tempos de marketing digital, a experiência do consumidor não pode se limitar apenas ao produto, mas a todos os canais de comunicação entre ele e a empresa, bem como à impressão causada em cada ponto de contato.

Você sabe qual é a importância dos sites responsivos para o usuário e o que a sua marca tem a ganhar com isso? Confira a seguir.

A experiência do usuário

Aproveitando o gancho da introdução, precisamos falar um pouco mais sobre experiência do usuário, ou UX (User Experience).

No marketing digital, os processos de promoção e divulgação de um produto são mais complexos do que no tradicional. Exige-se do usuário a tomada de ações para que se aproxime mais da empresa e ela, em contrapartida, ofereça algo em troca para que uma relação de confiança seja construída.

Para isso, é importante que a empresa tenha canais de comunicação bem desenvolvidos, como um aplicativo, redes sociais funcionais, mas, acima de tudo, um site.

Um site bem desenhado e com funcionalidades intuitivas tende a oferecer uma experiência de usuário melhor do que uma página desenvolvida sem preocupações nesse sentido.

Os sites responsivos são referências quando se fala em qualidade de navegação de páginas web. Isso se deve especialmente por sua adaptabilidade em dispositivos móveis, que crescem a passos largos nas estatísticas de acesso, tanto no país, quanto no mundo.

Falaremos mais sobre isso a seguir.

O acesso à internet mobile no Brasil

De acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), em 2014 o celular foi usado para navegar na internet em mais de 80% dos domicílios brasileiros. Entre 2013 e 2014, o uso da banda larga móvel aumentou em 19,3%.

No mesmo período, o número de casas com acesso via celular, tablet ou televisão cresceu 137,7%. Já a quantidade de pessoas que acessou a internet por dispositivos diferentes do computador teve um aumento de 155,6% entre 2013 e 2014.

Diante disso, oferecer conteúdos que possam ser acessados em diversos meios tornou-se essencial para o crescimento de qualquer plataforma online, seja ela um blog, site ou e-commerce.

Com essa tendência, empresas passaram a se atentar mais aos contratempos da navegação em sites convencionais (desenhados em e para computadores) em celulares. Botões próximos, texto pequeno, rolagem lateral e até mesmo incompatibilidade de funcionalidades são claros empecilhos à navegação móvel.

Embora não estejam ligados à elaboração de um layout responsivo, o contraste de cores e a escaneabilidade são também importantes para que o conteúdo se torne acessível para o usuário. Algumas técnicas de cor e contraste, por exemplo, asseguram que pessoas com daltonismo possam acessar o conteúdo.

A importância dos sites responsivos para a experiência do usuário

Os sites responsivos são aqueles que conseguem responder ao tamanho da tela em que estão sendo carregados, conforme mencionamos anteriormente. Mas essa é apenas uma definição formal. A projeção deste tipo de página deve sempre convergir para o usuário e para a experiência que ele terá com o conteúdo.

Ao acessar um site responsivo, o cliente interage com um conteúdo mais leve para o aparelho, com menor consumo de dados e carregamento mais rápido.

Como a urgência do público é grande, isso é essencial para que ele permaneça por mais tempo na página. De acordo com dados da Kissmetrics, 25% dos visitantes abandonam um site se ele demorar mais de 4 segundos para carregar

Proporcionando um processamento mais ágil, o usuário tem uma experiência de uso melhor e consegue focar no conteúdo, enxergando valor na interação com a marca. Isso aumenta a probabilidade de ele retornar para novas visitas à página, seja para pesquisar mais conteúdo ou para conhecer a empresa mais a fundo.

Para uma organização, isso significa mais oportunidades de interagir com seu consumidor para conduzi-lo pelo funil de vendas. Um conteúdo bem apresentado pode levar o visitante de uma landing page, por exemplo, a iniciar um relacionamento mais favorável em relação à imagem da marca.

Seja como for a estratégia de conversões de sua empresa, a intenção de adotar sites responsivos é minimizar os obstáculos técnicos que o usuário possa ter ao ser apresentado a seu conteúdo. Com isso, o processo de construção de confiança e aproximação se torna mais fácil do lado do visitante.

Como mostramos acima, o acesso a tablets e outros dispositivos móveis está crescendo. Ao projetar o seu conteúdo para diferentes plataformas, você aumentará o alcance de sua página, trabalhando na acessibilidade para os crescentes públicos mobile.

Diferencial para o SEO da empresa

Sites responsivos também beneficiam a avaliação que a página recebe dos mecanismos de busca. Desde 2015 o Google determinou que sites que não se adequam a este requisito, terão quedas bruscas de procura.

Focados em oferecer resultados cada vez mais úteis, os algoritmos dessas ferramentas avaliam a qualidade técnica da página e sua relevância na pesquisa. Além dos benefícios garantidos ao usuário, um site responsivo recebe um ranqueamento melhor que seus concorrentes só por ter essa característica.

Características como a limpeza do seu código para indexação, o tempo de carregamento da página, e especialmente, a adaptabilidade a diferentes tamanhos de tela, são prioridades para determinar a qualidade de um resultado.

Este tipo de design responsivo impacta positivamente no SEO da página, reduzindo sua taxa de rejeição (bounce rate), um fator negativo para o site. Afinal, se o usuário está navegando pelo celular e encontra uma página que dificulta a leitura do conteúdo, ele provavelmente migrará para outro endereço.

Outro ponto importante é a velocidade de carregamento. Sites responsivos são concebidos com isso em mente, apresentando códigos mais limpos e elementos mais leves, favorecendo a rapidez ao carregar.

Além disso, com uma única URL, sua equipe terá apenas um endereço para trabalhar, fazendo com que seus links sejam redirecionados apenas para um domínio e que o trabalho de desenvolvimento seja todo centralizado em uma só página. Economiza-se tempo e evitam-se contratempos no redirecionamento do usuário.

A importância de contar com uma empresa especializada

Organizar os elementos para que eles caibam em diversas telas é um desafio que cresce à medida que os sites originais englobam mais itens. Além disso, a página não pode parecer diferente entre um dispositivo e outro; manter a coerência é essencial para que a identidade da marca seja preservada.

A melhor maneira de garantir o desenvolvimento perfeito é fazer testes da página em diferentes plataformas. Afinal, o que parece perfeito no desktop pode não ficar tão bom em um smartphone. Na duo.me não economizamos esforços para garantir a melhor experiência ao longo dos dispositivos que seu usuário possa utilizar.

Além dos conhecimentos de design e programação necessários, acreditamos que os profissionais envolvidos na elaboração de sites responsivos precisam pensar a todo tempo na entrega de uma experiência favorável para quem visita as páginas de nossos clientes.

Agora que você sabe a importância dos sites responsivos, que tal receber ainda mais dicas para criar um site perfeito? Baixe o nosso e-book!